Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

doritos comercial super bowl full res

O comercial do Super Bowl do Doritos fez a indústria do aborto perder a cabeça. O comercial mostra um bebê no ultra-som, e, aparentemente, isso incomoda muito a esta indústria. Primeiro vamos olhar para o comercial e, em seguida, as reações de pró-aborto:

Quando viu o comecial NARAL (principal lobista da industria do-aborto) imediatamente twittou “#NotBuyingIt – that @Doritos ad using #antichoice tactic of humanizing fetuses…” (#NãoCompre – o anúncio do Doritos usando uma tática #antieleição de humanizar fetos). Esa “táctica #antieleição de humanizar fetos” refere-se a ultra-som, mostrando um bebê humano na ventre dela mãe.

Para os pró-aborto os bebês no útero não são humanos. ¿O que são então?. E este não foi o único comercial do Super Bowl 2016 que chamou a atenção do pró-aborto. A NFL mostrou uma série de anúncios durante o jogo na premissa de que “Os dados sugerem que nove meses depois de uma vitória no Super Bowl, as cidades vencedoras são o crescimento no nascimento.” Eles são conhecidos como os bebês Super Bowl.

Publicidad

NARAL novamente, ele não podia suportar a ideia de que os bebês nascem, twittando “¿Bebês Super Bowl? Usem proteção, fãs de esportes.”

Publicidad

A indústria do aborto perdeu sua mente para estes comerciais de Super Bowl porque eles promoveram a simple ideia de que a vida é preciosa e deve ser comemorada.

Compártelo:

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *